MODELOS DE PLANO DE RECUPERAÇÃO DE DESASTRES E RECEITAS DE BOLO

Não sabe o que é um Plano de Recuperação de Desastres? Clique aqui e descubra!

Desde o primeiro post aqui no blog focado em continuidade de negócios, notei que muitos chegam até o blog através de motores de busca, com pesquisas: Modelo de Plano de Continuidade de Negócios, Modelo de Plano de Recuperação de Desastres e etc.

Claro qualquer pessoa que não conheça determinado assunto, certamente começa a sua pesquisa por modelos, Cheat Sheet e/ou derivados, buscando assim entender e visualizar de forma rápida o assunto desejado.

O que ninguém imagina é que um Plano de Recuperação de Desastres é algo tão particular para cada empresa, para cada cenário que não temos modelo.

Você deve estar se perguntando: Mas não existe modelo?

Voltemos à infância, onde tive a oportunidade de ver minha mãe uma excelente cozinheira com influência da cozinha italiana e espanhola fazendo semanalmente o famoso: bolo de bolo, na realidade é um bolo simples, feito de farinha de trigo, açúcar, fermento sem cobertura ou recheio, somente o bolo de bolo, este bolo com receita já decorada por minha mãe, nem precisava de uma consulta em seus cadernos de receitas. Diferente deste bolo de bolo, não demorava muito para termos festa, seja um aniversário, para termos bolo gelado, floresta negra, ou até mesmo em época de colheita de bananas um delicioso bolo de banana com canela e uva passas; estes diferentes do “bolo de bolo” sempre observava minha mãe consultando os seus cadernos de receita, cheio de recortes e alguns até mesmo um pouco amarelados com o tempo, e o mais interessante, toda às vezes, os bolos saiam com a mesma “cara” e o mesmo sabor, garantindo que seu caderno de receita funciona e que se ela quisesse poderia até vender a receita para terceiros, que neste caso era trocada por outras receitas (observe cozinheiros trocando receita  no dia a dia).

E o modelo de PRD ? O que tem a ver com o bolo?

O Bolo é para lembrar da minha família no interior de SP, e fazer uma propaganda da cozinha de minha mãe, e afirmar: PRD não tem modelo, cada caso é um caso, cada cenário é um cenário, cada ambiente é um ambiente.

Você pode até tentar comprar modelos de planos de continuidade dos negócios (http://www.e-janco.com/drp.htm) mas certamente ele não estará 100% alinhado com teu negócio, imagine: Você tem uma receita onde você pode começar algo parecido entre os planos (temos farinha de trigo na grande maioria dos bolos), mas quando você observar atentamente o seu negócio vai perceber que cada PRD tem diferentes “coberturas e sabores” para cada cenário e ambientes diferente.

Nunca comprei ou até mesmo vi esses Kit’s Plano, mas vai o velho ditado: “quando a esmola é demais o santo desconfia” portando desconfie, cuidado com os modelos procurados na web, ou irá acabar aprendendo conceitos errados sobre o assunto.

Um projeto de continuidade de negócios é algo para ser implementado gradativamente, com resultados a curto, médio e longo prazo, algo que é bem diferente de ir até a padaria do português e pedir um pedaço de bolo de chocolate. Pois consultoria não é Pastelaria, onde se pede um pastel e se tem o mesmo pronto em dois minutos, neste caso, consultoria não é confeitaria!

Boa implementação do SGCN (Sistema de Gestão de Continuidade de Negócios), até a próxima.

Anúncios

Evento: ISSA Brasil Awards

ISSA

O ISSA BRASIL AWARDS é a principal premiação do segmento de Gerenciamento de Risco e Segurança da Informação, e é uma iniciativa conjunta da Capítulo Brasileiro do ISSA.

O ISSA BRASIL AWARDS é uma iniciativa significativa de desenvolvimento do setor, e tem como objetivo reconhecer os profissionais de gerenciamento de risco e segurança da informação que mais contribuiram no ano de 2007 para que o segmento crescesse, fosse reconhecido, fosse debatido, fosse melhorado, fosse divulgado, fosse capacitado, fosse desenvolvido e aumentasse a conscientização da sua importância.

Veja mais no site: http://www.globalriskmeeting.com.br/issa/

Evento: Governança de Riscos Estratégico

Evento de Gestão de Riscos em SP em 11 de Setembro reúne as maiores empresas nacionais.
No próximo dia 11 de Setembro de 2008 ao lado do WTC em SP, no prédio da Microsoft, acontecerá a terceira edição do evento Global Risk Meeting®, promovido pela empresa de consultoria DARYUS Strategic Risk Consulting.

site do evento: http://www.globalriskmeeting.com.br/

leia mais abaixo. Continuar lendo

Continuidade de Negócios na China, Olimpíadas 2008 e Gerenciamento de Risco.

Quando começamos a desenvolver um trabalho de Continuidade de Negócios contemplamos em uma fase inicial os serviços críticos da instituição podendo assim futuramente ir ampliando os planos e procedimentos para todos os processos e/ou serviços da mesma.

É notório que tivemos neste final de semana uma excelente e linda festa de abertura das Olimpíadas 2008, portando parabéns a todos os envolvidos na produção do evento; imaginemos fazer um Plano de Continuidade de Negócios para o evento das Olimpíadas; realmente é algo interessante, pois teríamos diversos tipos de ameaças e probabilidades espalhadas por todos os locais onde estão ocorrendo os eventos esportivos, chegaríamos em uma enorme lista de ameaças c/ probabilidade diferentes; seria a hora de tratar esses eventos levantados. Entre os possíveis cenários levantados, tomo a liberdade de criar um: Falha nos equipamentos de Projeção Multimídia no dia da Abertura dos Jogos Olímpicos. Será que durante o desenvolvimento de Plano de Continuidade, se perguntássemos a um gestor cujo é responsável pelos equipamentos de projeção de imagem do evento, qual a probabilidade de 0 a 10 de um equipamento parar durante o evento, ele faria uma escolha com uma probabilidade nula ou mínima pois estaríamos falando de equipamentos novos e testados.

O engraçado é que ocorreu, não exatamente no equipamento de projeção mas em um computador com sistema operacional Windows XP cujo gerava o sinal para o projetor.

Por sorte, o evento ocorreu e não estragou a linda festa de abertura dos jogos, e agora vos pergunto: Qual era a possibilidade disto ocorrer?  Qual o impacto que isso gerou? Os impactos financeiros? Os institucionais? E os de Imagem? Este último com valores imensuráveis poderia “manchar a China” transmitindo uma imagem de uma má organização caso o evento fosse em grande escala.

É hora de falarmos do Gerenciamento de Risco, é preciso parar de imaginar que coisas inesperadas não acontecem, sendo assim nos prepararmos para quando os eventos de crise acontecerem, vivemos em um país que anos atrás era ensinado em colégios que em nosso país não existia terremotos, claro é um exemplo um pouco grotesco, mas tivemos um recentemente na cidade de São Paulo. Portanto prepare-se, verifique quais são os seus riscos, quais os impactos que os mesmos causariam, desenvolva um Sistema de Gestão de Continuidade de Negócios e tenha a certeza que estará minimizando futuras perdas com algum tipo de crise.

Finalizando, temos um show de imagem das famosas “Tela Azul” do Microsoft Windows XP fazendo seu show também nas olimpíadas 2008.

Fontes:
http://rivercoolcool.spaces.live.com/blog/cns!D6F05428A2B8CB48!1570.entry
http://forum.powerapple.com/modules.php?name=forum&file=viewtopic&forum=62&topic=23034&start=0