DISCUSSÃO: Ambientes Virtualizados e Recuperação de Desastres

Convido a todos para discutir o assunto.

A virtualização de Ambientes de TI hoje é assunto em diversas empresas em todo mundo. É um dos itens cotados para orçamento de TI de diversas empresas para 2009. Seja qual for a justificativa de investimento dos ambientes virtualizados, atualmente algumas empresas estão utilizando virtualização no seu site alternativo, conseqüentemente as estratégias de DRP (Disaster Recovery Plan) estão mudando. Com base na afirmação, coloco abaixo uma questão para discutirmos:

Como os ambientes virtualizados estão sendo utilizados como estratégia para recuperação de desastres?

7 respostas em “DISCUSSÃO: Ambientes Virtualizados e Recuperação de Desastres

  1. Acredito que com a virtuatilização encotramos grandes ganhos para recuperação de desatres para servidores de aplicações, tais como
    – Redução de Custo com Hardware,
    – Facil portabilidade,
    – Backup Centralizado,
    – Rápido Reconstrução do Ambiente, sem a necessidade de instalações adicionais
    Porém o ambiente virtualizado traz onus, como problemas de power de servidores, incompatibilidades com ferramentas e executaveis além de necessitar de um conhecimento mais detalhado do ambiente virtualizado. Outro problemas é uma vez que se tenha qualquer indisponibilidade no servidor Host, afetará Todos os servidores Virtuais, causando um caos naqueles que acessam.

  2. Aconselho que todos leiam o tópico em inglês postado em:

    https://joaorodolfo.wordpress.com/2008/10/29/virtualization-strategies-for-disaster-recovery/

    É gratificante ver a comunidade ao redor do mundo colaborando no assunto com experiências e estratégias diferentes.
    Para quem precisar de uma ajuda com o inglês isso pode ajudar:

    Link de tradução automática do google:

    http://translate.google.com.br/translate?u=http%3A%2F%2Fjoaorodolfo.wordpress.com%2F2008%2F10%2F29%2Fvirtualization-strategies-for-disaster-recovery%2F&sl=en&tl=pt&hl=pt-BR&ie=UTF-8

    Abraços a todos!

  3. A Idea de usar a virtualizacao para fazer redundancia é otima, imaginem eu ter um servidor em local `X` e outro(s) servidores em um local totalmente diferente a KM de distancia todos interligados e sendo virtualizados, isso é o futuro da seguranca.

    Obrigado

  4. CARLOS BASTOS – 23 Dezembro 2008

    A ideia de usar a virtualização não é recuperar os dados ou facilitar a vida ao utilizador, mas sim criar uma ‘BASE DE DADOS DA VIDA PRIVADA DE CADA CIDADÃO’. Liga um telemóvel e é identificado por um satélite, que transmite a sua posição para um servidor, em real-time, enquanto o cidadão comum tem direito a visualizar imagens e vídeos no Google Earth, com um ‘posicionamento virtual’. O negócio serve a base de dados do BCP para prospecções de mercado e é uma violação do direito de privacidade entre o cliente e o banco, podendo permitir os clientes lesados a exigirem as respectivas averiguações judiciais. A virtualização pode levantar no futuro uma questão grave: ‘ o direito à privacidade e por consequência à liberdade, podem ser afectados se este tipo de software for usado arbitráriamente ou o Estado o usar a seu belo prazer’.
    Será que os meios justificam novamente os fins ?…

  5. Olá Carlos Bastos

    Não vi nenhum caso onde as Informações/DB de BCP foram vendidas para outros grupos.
    Também não vi nada recente falando de VM e guarda de informações pessoais de cada usuário.
    Seu posicionamento está bem crítico, me envie alguns links com notícias sobre isso que você comentou.

    Obrigado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s